sábado, 28 de novembro de 2009

Ei pá, vou falar de coisas!

Bom Dia!

Mans, tenho coisas para vos contar, mas como são duas da manhã, isto é capaz de sair meio psicadélico, aqui vai...



Ontem fui ver mais um espectáculo do Tochas, o "Lado B", fui vê-lo pela segunda vez, a primeira tinha sido a minha estreia em espectáculos do Tochas. Adorei, tipo, não houve nenhuma vez que não tivesse adorado, é sempre altamente. Contudo ontem teve um sabor especial, o Tochas meteu-se comigo o show todo, eu era o taradão (ou foi muita sorte, ou ele leu-me bem :P), ou seja, sempre que alguma piada virava para a badalhoquice...pimba, piadinha directa a mim. Acredito que haja muita gente que se sinta ofendida com este tipo de piadas, eu não, adorei que ele se tenha metido comigo, foi demais fazer parte do espectáculo, o pessoal que não gosta que brinquem consigo, mais vale não ir, pelo menos para a primeira fila, como eu fui ontem :P
Em Fevereiro há mais e eu vou estar lá direitinho :)



Depois do Tochas ainda deu tempo de ir ao Arrábida ver o New Moon, ou Lua Nova em Portugal. Parece ser esta a melhor altura de assumir aqui este meu 'guilty pleasure', sim eu gosto da saga 'Twilight', já li os livros todos e inclusive o ultimo, o 'Breaking Dawn', li-o em inglês e adorei. Claro que isto é a adolescente que há em mim a sair cá para fora, mas ainda assim eu não começo aos berros quando vejo o 'Edward' ou quando o 'Jacob' tira a t-shirt, tenho de me controlar, mas aguento-me :P Agora mais seriamente, gostei do filme, pareceu-me uma adaptação fiel ao livro, se bem que houve um pormenor que me irritou um bocado, a 'Bela' não usa maquilhagem por vontade própria, no entanto, no filme está sempre pintada, não curti, não tem a ver com a personalidade dela, pormenor que no primeiro filme estava fiel. E por falar no primeiro filme, o Twilight, vamos a comparações, preferi o primeiro, estava mais fiel, apesar do New Moon também estar, o Twilight estava mais, claro que isto tem tudo a ver com a mudança de realizadores, no primeiro e provavelmente por ser mulher, Catherine Hardwicke captou melhor a mensagem de Stephenie Meyer, a criadora da saga, do que Chris Weitz o realizador da primeira sequela, com a mudança, (que não vai ficar por aqui, o terceiro filme será realizado por David Slade e fala-se de Tim Burton para o quarto, mas sinceramente parece-me treta...) o filme perdeu alguma identidade, mas nada de preocupante, há pouca acção, mas no livro também e também há Índios a transformarem-se em lobos CGI gigantes e toda a renhónhózice que todos nós, fãs da saga, adoramos. Ide ver crianças, ide ver...



Depois do que foi, provavelmente, o paragrafo mais gay deste blog, vamos falar de coisas mais másculas, tipo, PORRADA... Se bem se lembram, sou fã de MMA e ultimamente têm acontecido coisas que não tenho gostado, más avaliações do júri, ou seja, quando ninguém fica a ver estrelas no final dos 3 ou 5 rounds o júri decide quem lutou melhor e dão-lhe a vitoria (mas não é a águia) e ultimamente tem havido grandes roubalhanços, assim que me lembre começou com o Machida VS Shogun, para determinar o campeão de Lightheavyweight, 5 rounds em que para mim e para muita gente, o Shogun ganhou todos os rounds, mas pimba, ganhou o Machida. Nesse dia fiquei tão doente com essa decisão que fiquei a perceber que neste momento, provavelmente, já vibro mais com porrada do que com futebol... E pronto, este paragrafo foi para cortar com a paneleirice do anterior, continuemos...



Há umas semanas atrás fui ver um concerto de uma banda de dois colegas meus do work e curti à grande, um na voz e outro na main guitar juntos com o resto da banda, partem a louça toda, o projecto é inovador e combina trash metal com j-rock, genéricos de desenhos animados antiguinhos e uma bela e inovadora dose de extrema loucura, eles são os Yoshi o Puto Dragão e podem ouvi-los aqui http://www.myspace.com/yoshioputodragao. Na segunda, 30/11/09, vão actuar no Metal Point no Porto e eu vou estar lá. Chipa e Gil, vocês sabem quié yo!!!



Acabei há poucos dias de ler o novo livro de Dan Brown, o 'Lost Symbol' e digo em inglês, porque li-o em inglês, cada vez mais aprecio ler livros escritos na sua língua materna, logo que seja em português ou inglês é claro. Este ultimo romance protagonizado por 'Robert Langdon' é para mim o melhor dos três, sendo o 'Anjos e Demónios' o primeiro e o 'Código Da Vinci' o segundo, neste livro 'Robert' fica nos Estados Unidos a tentar resolver mais um enigma, que desta vez vale a vida do seu mentor. Pelo meio vai descobrindo segredos dos Maçons e da construção de Washington segundo os seus desígnios (dos maçons, é claro) e descobrindo uma nova ciência, a noetic science, que diz ser capaz de provar que um pensamento tem massa. É o livro com mais e melhor acção e aconselho a lerem-no antes que o Ron Howard o enmerdalhe no cinema.

Para finalizar, vou responder às questões que ficaram em aberto no ultimo post:
- já conduzo,
- votei no Sócrates nas legislativas,
- arrependi-me,
- votei no Bloco nas autárquicas,
- não tenho ouvido Artic Monkeys,
- parece que só ouço o Resistance de Muse...é lindo...e eu não vou ao P.A. vê-los ;_; ,
- Supernatural, House, How I Met Your Mother, The Big Bang Theory e Californication são oxigénio para o meu sangue,
- Flash-Forward e Heroes, deixei de ver,
- continuo a ansiar por Lost, Chuck e 24.

Antes das despedidas, uma sugestão que me foi sugerida pelo meu amigo Jorge, ouçam Diablo Swing Orchestra, é a cena mais esquisita e brutalmente genial que ouvi nos últimos tempos, não tenham medo, não é agressivo :P Visitem o My Space deles aqui http://www.myspace.com/diabloswingorchestra



Por agora é tudo minha gente, aquele abraço e hasta la pasta... Tchuss!

2 comentários:

ALTA ROTAÇÃO disse...

Man isso é karma genético.
Depois explico-te enquanto repartimos o sake.

O resto muito bom!

Dark angel disse...

LOL, os nossos posts estão parecidos, que estranho, será porque fomos ver o Tochas no mesmo dia e o New Moon também??? Humm... é capaz que seja... :)